Quanto vale a sua hora?

Quanto vale a sua hora? setembro 9, 2020Leave a comment
Valor Hora de Serviço

Não é de hoje que ouvimos falar da necessidade de estarmos cada vez mais abertos a novos formatos de trabalho, modelos de contratação, as possibilidades de mais de uma carreira ou mais de um trabalho (não emprego…) dentro do que chamamos de “o futuro do trabalho”. 

A pandemia não promoveu mudanças radicais no mercado de trabalho.

Assim como em outras áreas, ela apenas mostrou que o mundo JÁ MUDOU e acelerou uma série de processos que estavam em curso e enfrentavam nossa resistência: forçou alterações e flexibilização das legislações trabalhistas, nos impôs o trabalho remoto e levou tantos trabalhadores a se reinventar ou oferecer seus serviços em novos modelos.

Recentemente uma empresa com uma oportunidade bastante interessante e buscando profissionais com uma experiência específica na área que particularmente domino me ofereceu um projeto como consultor independente em um projeto com duração de 12 meses.

Para fazer uma proposta, tive que falar com muitos colegas e meu contador e como acredito que o passo a passo que percorri para chegar a este valor pode ajudar também a você, resolvi escrever este artigo.

Caro ou Barato?

Esta é provavelmente a dúvida mais comum para quem está no processo de migração de um trabalho nos moldes CLT para o modelo de consultoria. E há uma razão muito clara para isso.

O seu valor hora irá impactar diretamente a percepção de valor que o seu cliente tem sobre seu serviço como consultor: se abaixo da média de mercado, seu cliente podem entender que que você não possui a experiência necessária; se acima da média, além de ultrapassar o orçamento do projeto, sua oferta pode ser entendida como “fora da realidade”.

Os 6 passos para calcular o valor de sua hora

Considero que um dos aspectos mais importantes para quem está neste processo diz respeito ao CONFORTO e SEGURANÇA ao comunicar o valor de sua hora de serviço a clientes em potencial.

Saber como o valor foi calculado e como ele se posiciona a partir de sua expertise em um determinado assunto ou senioridade trarão a confiança necessária para futuras etapas de negociação.

Compartilho aqui o caminho que adotei para, de forma estruturada, estabelecer o valor de minha hora como consultor independente:

Passo 1: CALCULE O VALOR DE SUA HORA DENTRO DE UM RANGE

Partir de seu último salário pode ser uma armadilha. O valor pode estar defasado ou acima da média de mercado se seu último empregador fizer parte das empresas que melhor remuneram seus funcionários.

Utilize o valor referência de salário mensal de um cargo similar ao que você exercia, partindo de guias salariais publicados anualmente por consultorias de grande porte como por exemplo a Hays, Michael Page ou Catho. Algumas destas consultorias irão refinar os dados por tipo de indústria ou mesmo a região do país.

Outras fontes bastante acessíveis são por exemplo os sites Glassdoor, Vagas (https://www.vagas.com.br/mapa-de-carreiras/sobre) ou até mesmo o Google que apresentam valores salariais mensais médios por cargo, obtidos a partir de seus cadastros.

Utilize os valores mínimos e máximos para determinação do range do valor de sua hora de serviço.

Passo 2: INCLUA TODOS OS DEMAIS BENEFÍCIOS DO REGIME CLT

FÉRIAS: valor salarial mensal mínimo e máximo dividido por 12 meses

DÉCIMO TERCEIRO: como no item acima, utilizei o valor salarial mensal mínimo e máximo dividido por 12 meses

PREVIDÊNCIA: este valor varia conforme recebimentos e atividade.

Passo 3: INCLUA VALORES REFERENTES A TAXAS, IMPOSTOS E OUTROS SERVIÇOS

TAXA DE FISCALIZAÇÃO DO MUNICÍPIO: Se você já possui uma empresa aberta, sabe que esta é uma taxa cobrada anualmente pela prefeitura e seu valor varia entre municípios: utilize-a dividindo o valor por 12 meses;

ALIMENTAÇÃO E OUTROS RECURSOS: Não deixe de considerar valores referentes a alimentação nos dias úteis, bem como qualquer outro recurso necessário à prestação do serviço, como internet ou outros equipamentos

IMPOSTO SOBRE EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS: Este valor percentual irá variar de acordo com a atividade exercida pelo profissional e como descrito no próximo item, consulte seu contador para verificar as melhores alternativas para eficiência fiscal.  

MENSALIDADE DO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE: Não há obrigatoriedade para utilização de contadores no caso das MEI´s. Mesmo assim, recomendo a contratação para evitar erros que trazem dor de cabeça no futuro;

Passo 4: DESTAQUE CUSTOS EXTRAS

Ao calcular o valor de minha hora, preferi deixar destacado os custos referentes a deslocamentos maiores (passagens de avião) ou menores (Uber, taxi). É importante também deixar claro junto ao contratante as regras e o formato para o reembolso de tais despesas para que se evite surpresas no momento da prestação de contas.

Passo 5: CALCULE SEU VALOR HORA

Considerados todos os itens acima, você terá o valor mínimo e máximo para seu salário mensal base. Para encontrar o range do valor de sua hora de serviço, divida estes 2 valores pelo total de 160 horas/mês (20 dias X 8 horas).

Note que o valor médio mensal obtido adicionando-se benefícios e outros custos é cerca de 35% superior ao salário base utilizado e esta abordagem também pode ser utilizada neste cálculo, ajustadas questões como impostos, por exemplo.

Passo 6: FALE COM OUTRAS REFERÊNCIAS DE MERCADO

Como um último passo e check de realidade, recomendo que busque amigos e colegas que costumam contratar serviços similares para entender como sua oferta se posiciona frente a outros profissionais e assim, calibrar seu preço.  

Saber onde você se situa neste range de valor da hora de serviço permite que você decida com mais propriedade se deseja ser mais ou menos agressivo ao formular suas propostas comerciais.

Se gostou destas dicas, compartilhe com sua rede de contatos.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

O que você quer transformar?